segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Um copo de água na visão de um programa eleitoral

Meus amigos e minhas amigas, juro que não queria fazer esse post, mas é preciso. O que a torcida Pano Branco presenciou nesse domingo no estádio Arena da Floresta foi uma tremenda falta de respeito e descaso das nossas autoridades.
Fomos agredido covardemente pelo goleiro do time da Luverdense sem ao menos saber porque.
Estávamos todos rezando (Segura na mão de Deus) para proteger nosso querido Estrelão, quando de repente em um ato covarde e sem nenhum motivo o goleiro do time da Luverdense atira com toda raiva um copo de água na torcida.
Pessoal, ali naquela torcida tem pai de família, crianças, mulheres e muita gente de bem, vocês já pensaram se um copo de água dessa deixa alguém invalido para o trabalho?
A torcida ficou indignada com toda razão, e reclamou bastante para as autoridades presentes, mas eles, ou por má vontade ou por não saber como agir numa situação dessa, não fizeram absolutamente nada. Agora pergunto para vocês, e se fosse um torcedor atirando um copo de água no goleiro? O torcedor seria preso, espancado, espocado pelos torcedores, mas ao goleiro, que é uma pessoa que deveria servir de exemplo, nada aconteceu, uma tremenda injustiça isso.

3 comentários:

Harrison Metal disse...

Anti-profissionalimo essa é a palavra que define a atitude do meliante!
Vamos processa-lo!
Tribunal de justiça desportiva...
Será que foi pro relatório da pratida feito pelo árbitro?

Roberval Santos disse...

O fato tem que chegar até a CBF, que é um ÓRGÃO SÉRIO e com certeza não admitirá que fatos desta natureza se repitam. Já pensou se vira moda em plena época de comícios eleitorais. Espero que a partir deste fato começem a revistar os jogadores para que mais nenhum entre com água no gramado.

Bala disse...

Porra... se ele jogar cerveja tudo bem, mais jogando água ficou claro q ele queria chamar a TPB de covarde!